quinta-feira, 16 de junho de 2011

Vai ficar pra julho



Minha vontade é chorar (e já derramei algumas lágrimas), mas não vai adiantar nada. 
Fato é que não vão entregar as chaves em junho - e é a própria construtora-que-não-deve-ser-nomeada, que não gosta de dar notícias ruins, quem está avisando. Será em julho.
Eles já inventaram tantos motivos para atrasar a entrega que nem sei se acredito. Mas, enfim. 

O fato é que liguei hoje para a construtora para saber quando seria a minha revistoria. A encarregada ficou naquele blábláblá que eu já tinha ouvido:


- Os pedreiros estão no segundo andar e já vão pro térreo, depois tem a limpeza...
(A "limpeza" pra minha vistoria demorou umas duas semanas, acho.)

Aí, aproveitei para perguntar pelo Habite-se. A resposta:

- Ah, o habite-se tá ok. Só falta pagar o ajhhiuswuffbuydg (algo ininteligível)
(Ou seja, não está ok)

Mas naquela onda de desinformações, ela resolveu informar:
- O problema agora é a AES Sul. Porque vai precisar colocar um transformador para ligar a luz de vocês. Com a que tem, não dá. Aí tem de fazer projeto, ajhhiuswuffbuydg e ajhhiuswuffbuydg. Isso demora uns 20 dias. Mas não é culpa nossa.


MEU DEUS!!! Uma empresa de engenharia que não sabe da quantidade de energia necessária para abastecer 60 apartamentos. De onde??? 
É a mesma coisa que convidar 10 pessoas para jantar, ter só 4 pratos, e quando faltam pratos alegar que não sabia que a louça era insuficiente.

Azar. Sei lá se adianta berrar.
Melhor rezar.

Vou lá me pegar com Santo Expedito porque tá feia a coisa...

2 comentários:

Sra. N disse...

Passei por isso, era pra junho, recebi em novembro, e mesmo assim ficamos sem luz definitiva um mês por conta da AES.

Do Habite-se tb é demorado, pq depois que ele sai tem a porcaria do desmembramento do terreno em frações ideais de IPTU, é um rolo só.

Acho que tudo isso é bem comum, mas a gente quando compra o primeiro imóvel não faz idéia de tudo que tem junto.

TatiPy disse...

Oi, Sra N!
Obrigada pela visita.

Eu li alguma coisa sobre frações ideais no contrato mas, na prática, o que acontece? Alguma medição?
Se você voltar, me dá um toque, tá?

Beijo e obrigada de novo...